Uma Viagem, na minha opinião, é sempre uma oportunidade para descobrir as características de outras regiões, de outros países e os costumes das pessoas que lá vivem. Essa descoberta aumenta muito a nossa perspectiva em relação ao mundo e em relação a nós mesmos.

 

Saber mais

 

Por Silvia Macedo
Pesquisar por TAG

© 2018 Todos os direitos reservados. Viajar Enriquece por Silvia Macedo.  by Mercado Digital

Please reload

eBook | Viajar Enriquece

Quer receber este e-book GRÁTIS

Assine a Newsletter ou se preferir descarregue já clicando no botão...

Destino Windsor e o belíssimo castelo do interior da Inglaterra!

27/05/2018

Windsor é uma pequena e agradável cidade localizada, no condado de Berkshire, a aproximadamente 40 km de Londres. Ao viajar para a cidade Windsor você  verá que é ela margeada pelo Rio Tamisa, encontrará lojas, restaurantes e simpáticos  cafés. É na cidade de Windsor que está localizado o Eton College uma das escolas mais famosas do mundo, todavia, o que realmente atrai e encanta os viajantes é o belíssimo Castelo Windsor.

 

 

 Castelo de Windsor, Windsor, Inglaterra

 

Castelo de Windsor é uma das residências oficiais da Família Real Britânica. Está localizado no topo de uma colina, segundo o site oficial do castelo "é o maior e mais antigo castelo ocupado do mundo".  Ele tem quase  mil anos de existência e já foi residência de 39 monarcas. Além do Palácio de  Buckingham e outras residênciais oficiais da família real, dizem que o Castelo de Windsor é uma das residências preferidas  da rainha Elizabeth II, hoje ela passa a maior parte dos seus finais de semana privados no castelo com seu marido Philipe, duque de Edimburgo. Afinal, o Castelo Windsor é uma das mais famosas residências oficiais da rainha.

 

O Castelo de Windsor foi construído no século XI, por ordem do rei Guilherme I, o Conquistador.  O início da construção deu-se em 1070 e sua conclusão no ano de 1086O rei Guilherme I, foi o primeiro rei normando da Inglaterra. Assim, como a Torre de Londres, o Castelo de Windsor foi construído com propósito bélico, pois era preciso estabelecer bases bélicas na Inglaterra após ter sido estabelecida a Dinastia Normanda (1006-1154). Para uma observação mais apurada do Castelo Windsor é interessante compreender o seu contexto histórico da época em que foi construído. Apresento um síntese no final deste artigo.

 

 

Castelo de Windsor, Windsor, Inglaterra

 

O castelo  passou por numerosas reformas e modificações ao longo dos séculos.  O Castelo de Windsor foi construído no formato de cidadela. Vale dizer, ele é uma fortificação que foi construída num ponto estratégico daquele território, visando sua proteção. No interior de suas muralhas ainda foi incorporado um castelo e uma capela, a capela de São Jorge (St. George). O terreno possui aproxidamadamente 40 mil metros quadrados e impressiona pelo tamanho e beleza, somados aos mais de novecentos anos da história britânica, ali materializada.

 

Apesar de alguns espaços serem restritos ao público, por questões de segurança da rainha, é possível visitar o castelo. Há muito o que apreciar internamente, além do imensa área verde externa. Também é possível ver a cerimônica da Troca da Guarda Britânica. O castelo está aberto o ano todo, mas a melhor forma para obter informações atualizadas sobre os dias e horários disponíveis para a visita, os horários da troca da guarda e, inclusive os preços é  verificar direito no site oficial: https://www.royalcollection.org.uk/visit/windsorcastle .

 

O Castelo de Windsor além de servir como uma das residências da monarquia britânica, também é usado para eventos reais. Entre outros casamentos, o casamento do príncipe Charles, filho e herdeiro da rainha Elizabeth II, com sua segunda esposa a duquesa Camila (a primeira esposa foi a princesa Diana, que morreu em 1997), foi celebrado no castelo, em 2005.

 

 

Saint George's Chapel, Castelo de Windsor, Windsor, Inglaterra

 

 

A Capela de São Jorge (Saint George's Chapel) é anglicana, o início de sua construção deu-se em 1348 e o término em 1528. A capela foi completamente destruída durante a Guerra Civil Inglesa, no século XVII, na qual parlamentares invadiram e saquearam o local. Somente após a restauração da monarquia a capela recebeu maior antenção. Na era vitoriana a capela foi novamente reformada, em homenagem ao príncipe Alberto, marido da rainha Vitória, do Reino Unido. A capela é uma belo exemplo de arquitetura gótica, é considerada um dos mais belos edifícios eclesiasticos da Inglaterra. 

 

 

Os espaços abertos ao público são extremamente luxuosos com uma riqueza de detalhes que impedem uma descrição a altura: os apartamentos estatais, quartos semi-estatais, grande sala de recepção cada compartimento estão belamente sustentados por pinturas de quadros criados por muitos artistas de renome, além dos objetos de decoração e todo o design de cada ambiente.

 

Outro ambiente muito procurado em famoso é a casa de bonecas da rainha Mary. Para os fãs de miniaturas, a casa de bonecas da rainha Mary é uma das principais atrações, pois é considerada a maior do mundo. Foi construída pelo arquiteto Edwin Lutyens especialmente para a rainha, com riqueza de detalhes e impressionante realismo.

 

Enfim, a Cerimônia da Troca da Guarda Britânica também poderá compor o seu passeio até o Castelo Windsor se ´você averiguar antecipadamente no site, acima informado, quais são os dias e os horários que ela acontece.

 

 

Cerimônia da Troca da Guarda Britânica, Castelo de Windsor, Windsor, Inglaterra

 

 

O contexto histórico em que foi construído o Castelo de Windsor ....

 

Quando os vikings dominaram a Inglaterra, a família real anglo-saxônica refugiou-se na Normandia. No exílio, o rei anglo-saxão Eduardo, o Confessor, clama pelo direito de rei verdadeiro da Inglaterra. Nove anos depois, ao retornar para a Inglaterra, em 1042 reassume o trono inglês. O rei Eduardo, apesar de ter sido casado, não teve filhos, no entanto, durante o seu reinado, indica o duque normando Guilherme II, o Conquistador, para ser seu sucessor, por julgar que os normandos que o havia protegido no exílio, eram seus únicos amigos. Importante registrar que pouco antes do rei Eduardo reassumir o trono inglês, ocorreu a invasão e ocupação da Inglaterra, liderada pelo duque  normando Guilherme II.

 

Quando o rei Eduardo morre, em 1066, o duque normado Guilherme II, declara-se sucessor do trono, baseado na alegada promessa do rei Eduardo, mas Horoldo II, o cunhado do rei, assume o reinado. Diante desse fato, o duque Guilherme II, invade a Inglaterra com um exército de sete mil homens e derrota o rei Haroldo II, que morre na batalha, Batalha de Hastings. Assim o duque normando Guilherme II, assume o reinado, e passa a ser rei da Inglaterra, no mesmo ano em 1066, rei Guilherme I. Foi coroado em dezembro daquele ano, na Abadia de Westminster.  

 

Apesar de asumir o reinado, o rei Guilherme I, ainda enfrentou resistência por parte dos ingleses, houve rebeliões nos anos seguintes e o rei Guilherme I, somente assegurou firmemente o trono, no ano de 1072. As terras dos resistentes ingleses foram confiscadas; alguns membros da elite foram para o exílio. Para controlar seu novo reino, Guilherme I, entregou terras aos seus seguidores e construiu castelos para combater pontos de importância militar.  Ele buscava manter a supremacia e enfraquecer o ímpeto de resistência dos senhores feudais e dos parentes do falecido rei Eduardo. Vale dizer, para esfriar os ânimos povo anglo-saxão, que não queriam obedecer as ordens de um normando.

 

Enfim, foi nesse contexto histórico que o Castelo de Windsor foi construído. Esclarecido assim, o porquê era preciso estabelecer bases bélicas na Inglaterra, após ter sido estabelecida a Dinastia Normanda (1006-1154), no Reino da Inglaterra, conforme escrevi no início do artigo. A dinastia normanda,  também conhecida como Casa da Normandia ou Ducado da Normandia é uma linhagem de origem viquingue (povo viking), proveniente da região da Normandia, na atual França. A dinastia instalou-se no trono da Inglaterra após a Invasão Normanda em 1066, liderada pelo duque normando Guilherme II, que mais tarde, passou a ser rei do Reino da Inglaterra, Guilherme I, o Conquistador.

 

No Reino da Inglaterra, a Casa da Normandia foi precedida pelos anglo-saxões da Casa Wessex, cujo último rei foi Eduardo, o Confessor, e foi sucedida pela Dinastia Plantageneta, que teve origem com a princesa Matilde, da Inglaterra e seu segundo marido, o conde Godofredo V, conde de Anjou.

 

Fonte de Pesquisa: Wikipédia e site oficial do Castelo de Windsor

Fotos: Banco de Imagens - Pixabay

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Viajar Paris - Basílica Sacré Coeur

Viagem pela cozinha francesa, inspiração no filme Julie e Julia!

Viajar Suíça - Montreux beleza exuberante e Festival anual de Jazz ...

1/10
Please reload

Você também irá gostar destes posts!