Uma Viagem, na minha opinião, é sempre uma oportunidade para descobrir as características de outras regiões, de outros países e os costumes das pessoas que lá vivem. Essa descoberta aumenta muito a nossa perspectiva em relação ao mundo e em relação a nós mesmos.

 

Saber mais

 

Por Silvia Macedo
Pesquisar por TAG

© 2018 Todos os direitos reservados. Viajar Enriquece por Silvia Macedo.  by Mercado Digital

Please reload

eBook | Viajar Enriquece

Quer receber este e-book GRÁTIS

Assine a Newsletter ou se preferir descarregue já clicando no botão...

Viajar Buenos Aires: Livraria El Ateneo: Teatro, cinema e finalmente livraria!

16/01/2019

Viajar para Buenos Aires é sempre um regozijo para mim. Gosto muito da capital portenha. Amo livros e consequentemente, amo livrarias. Então, quando viajo sempre que possível incluo livrarias nos meus roteiros. E, mesmo quando elas não fazem parte do roteiro, fico atenta para ver se encontro alguma entre os passeios. A livraria "El Ateneo Grand Splendid"  para mim é simplesmente inesquecível
 

Enfim, conheci a El Ateneu, muito antes dela virar burburinho no meio turístico, estive pela primeira vez em Buenos Aires no ano de 2004 (faz tempo) e naquela época o importante  jornal britânico The Guardian  ainda não havia classificado a El Ateneo Grand Splendid como a segunda livraria mais bonita do mundo, perdendo apenas para a Boekhandel Selexyz Dominicanem, em Maastricht, nos Países Baixos, que ocupa o lugar de um antigo mosteiro, do século XIII (realmente, linda também). No entanto, foi no ano de 2008, que essa maravilhosa livraria portenha subiu ao pódio, junto com primeira da lista.
 
Você quer saber como tudo começou? E sobre quem foi o idealizador desse edifício grandioso e do seu estilo arquitetônico? Vou fazer uma série de posts da livraria El Ateneu para contar cada detalhe.  Também, vou contar porque a Argentina foi condecorada em 2011, como Capital Mundial do Livro. Quer saber e ver a beleza dessa livraria? Veja as fotos e começo a série dos posts, pela história. 

 

El Ateneo Grand Splendid

 

 

 

Era uma vez um teatro, que virou cinema, que virou livraria ...
 
Externamente o prédio do edifício é muito bonito, mas confesso que foi ao entrar na livraria que fiquei impactada, tanto que nunca mais me esqueci. O fato é que a El Ateneo Grand Splendid ocupa o prédio onde outrora foi uma casa de teatro.
 
A história é a seguinte: esta casa de teatro foi projetada pelos arquitetos Peró e Torres Armengol para o empresário austríaco Max Giücksmann (1875-1946), empresário das artes e das mídias, radicado na Argentina, que queria fazer ali uma "catedral" das artes cênicas. O teatro foi inaugurado em maio de 1919, chamado Teatro Grand Splendid.
 

Max Giücksmann teve uma trajetória de sucesso no mundo da música e do cinema, no entanto, no final dos anos vinte, em 1929, o teatro foi convertido em cinema onde apresentou os primeiros filmes sonoros da Argentina. Muitas décadas depois,  devido a concorrência com as grandes redes de cinema, no ano de 2000, o prédio foi arrendado para o Grupo Ilhsa, através da Tematika que possui as Livrarias El Ateneo e Yenny, bem como a El Ateneo Editora.  Assim, o edifício foi restaurando e convertido em livraria, sob a direção do arquiteto argentino Fernando Manzone, que por amor ao belo e à história, manteve preservados os detalhes arquitetônicos como o teto, as cortinas do palco, o camarote, a iluminação. E assim nasceu a belíssima El Ateneo Grand Splendid.
 
Importante destacar que a El Ateneu é uma marca forte na Argentina, de prestígio cultural no país, criada por Pedro Garcia, um imigrante espanhol, membro de uma família de vendedores de livros. Ele fundou a livraria e editora El Ateneo em setembro de 1912, morreu em 1948, no entanto, seus filhos Pedro e Eustasio continuaram o legado do pai, de forma eficaz, mantendo a livraria acesa como um farol cultural em Buenos Aires, que hoje tem a felicidade de ocupar o edifício onde um dia foi o Teatro Grand Spledid.  É uma interessante e centenária história de livros e arte, que transformou essa livraria literalmente, num espetáculo.

 

 

El Ateneo Grand Splendid

 

 

 

O idealizador do Teatro Grand Splendid
 
Max Giücksmann (1875-1946), imigrante austríaco, chegou em Buenos Aires em 1890. Foi o pioneiro da indústria fonográfica, na Argentina, e também se destacou  na indústria cinematográfica,  sua biografia nos conta uma história de êxito. Ele idealizou o Teatro Grand Esplendid para ser um prédio suntuoso, afinal a Argentina vivia a opulência da Belle Époque.  Em 1924 ele criou sua própria emissora de rádio e gravadora. Foi ali, num edifício de seis andares que a abrigou a sua Rádio Splendid e sua gravadora Nacional Odeon, onde fez algumas das primeiras gravações de grandes cantores de tango, selo que lançou Carlos Gardel, mito do tango, que aliás se apresentou muitas vezes no teatro.
 
O teatro tinha capacidade para 1050 espectadores e desde sua inauguração abrigou não só espetáculos teatrais, mas apresentações  musicais. Pelo teatro passaram vários ícones do tango, além de Carlos Gardel,  Ignacio Corsini, Francisco Canaro, Roberto Firpo, enfim grandes cantores desse singular estilo musical. Max Giücksmann era um empreendedor, motivo pelo qual no final da década de vinte, no século XX, avistou a oportunidade cinematográfica, e converteu o teatro em cinema.
 


Em plena Belle Époque ...
 
Está explicado porque a livraria El Ateneo Grand Esplendid foi para mim, amor a primeira vista, sou apaixonada por tudo que remete a esse momento histórico. A Belle Époque é normalmente compreendida como um momento da trajetória histórica francesa que teve seu início no final do século XIX, mais ou menos por volta de 1880, e se sustentou até a eclosão da Primeira Guerra Mundial, em 1914, ainda que seja impossível demarcar tão rigorosamente seus limites. Época de florescimento total do belo, entre tantos acontecimentos, a face artística é subvertida com o nascimento do impressionismo e da art nouveau. Nos países da América Latina como Brasil e Argentina esse movimento histórico se estendeu até os anos vinte, do século XX.
 
Como falei, o edifício onde hoje é ocupado pela livraria foi inaugurado em 1919, não descobri a data do início da sua construção, fato é, que a Argentina estava vivendo a sua Belle Époque, período de grande crescimento experimentado pelo país no final do século XIX e início do século XX, e teve na cidade de Buenos Aires a melhor expressão da abundância de riqueza material no país. Nessa época Buenos Aires passa a ser remodelada para se tornar a grande metrópole latino-americana, tendo Paris como paradigma da modernidade urbana.

 

 

El Ateneo Grand Splendid

 

 

 

A emblemática livraria do bairro da Recoleta ...

 

Como destaquei a livraria El Ateneo é uma tradicional rede de livrarias em Buenos Aires, o que significa que há várias delas na cidade. No entanto, a que estou falando neste post é a que está localizada no charmoso e sofisticado bairro da Recoleta, na região Norte da capital.

 

Importante destacar também, que o bairro da Recoleta é em sua maior parte residencial, apresenta características aristocráticas, com modelos arquitetônicos europeus, principalmente o francês. A Recoleta tem muito a oferecer em termos de arquitetura, história, turismo e cultura. Vale a pena, se perder pelas ruas do bairro e reservar um tempo precioso para apreciar a livraria El Ateneo Grand Splendid.

 

É justificável tamanho prestígio, a livraria El Ateneo Grand Splendid, nunca mais me saiu da memória, portanto, sempre digo: quantas vezes eu for para Buenos Aires é o mesmo número de vezes que volterei à El Ateneo Grand Splendid. Essa frase tem se cumprido ...

 

 

Endereço - Livraria El Ateneo Grand Splendid

Av. Santa Fé, 1860 - Recoleta, Buenos Aires/Argentina

 

De Segunda à Quinta - 09:00 às 22:00 horas

Nas Sextas e Sábado - 09:00 às 24:00 horas

Domingo - 12:00 às 22:00 horas

 

 

Há mais dois posts que pretendo publicar sobre a Livraria El Ateneu. Falarei mais detalhadamente sobre a sua arquitetura e sobre a importância dos cafés e livrarias em Buenos Aires. Os próximos posts colocarei aqui em posts relacionados. Se você quiser receber nossos posts por email, assine nossa newsletter.  

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Viajar Paris - Basílica Sacré Coeur

Viagem pela cozinha francesa, inspiração no filme Julie e Julia!

Viajar Suíça - Montreux beleza exuberante e Festival anual de Jazz ...

1/10
Please reload

Você também irá gostar destes posts!